A Volkswagen do Brasil torna sua produção cada vez mais tecnológica ao implementar a Indústria 4.0, que cria fábricas inteligentes, conectadas, flexíveis e autônomas. E como a Indústria 4.0 funciona na prática? Imagine robôs, máquinas, postos de trabalho e sistemas se comunicando entre si em tempo real, “conversando” com o veículo que passa pela produção, tomando decisões sozinhos e acertando sempre.

 “Pode parecer um filme futurista, mas a manufatura digitalizada, com inteligência artificial e alto nível de automação já é realidade iniciada na Volkswagen do Brasil. A Indústria 4.0 garante a competitividade para o futuro e a Volkswagen do Brasil está alinhada a essas tecnologias inovadoras, que permitem tomar decisões extremamente rápidas, assertivas, detectar problemas, evitar falhas e reduzir custos”, afirma o diretor de Engenharia de Manufatura da Volkswagen do Brasil, Celso Placeres.

 E acredite: um sistema inteligente é capaz de controlar e gerenciar a produção com alta eficiência, produtividade e de forma assertiva. No momento em que o veículo (acompanhado de sensores) passa pela produção, os sistemas já acessam via intranet ou internet, em tempo real, todas as informações armazenadas em servidores sobre ele – qual modelo é, versão, para qual país será vendido etc –; em seguida, tomam as decisões sozinhos e executam as operações com eficiência máxima, rapidez nunca antes imaginada e dando suporte ao ser humano, para que ele seja cada vez mais eficiente no trabalho.

Além disso, na Indústria 4.0 todas as informações sobre a operação são armazenadas, podendo ser rastreadas posteriormente, o que traz confiabilidade ao sistema. Por essas e outras tecnologias e inovações, a Indústria 4.0 é considerada a 4ª Revolução Industrial.

Até pouco tempo, e já era um avanço, era preciso entrar no carro, ligar a ignição, digitar — letra por letra — o local no GPS e, finalmente, entrar numa rota fixa até o destino desejado. Dentro do novo Audi A8, apresentado no Salão de Frankfurt 2017, a história é outra. A montadora alemã desenvolveu em parceria com a HERE Technologies um novo sistema de infoentretenimento, que usa a base de dados da HERE para tornar qualquer viagem mais conveniente, segura e eficiente aos passageiros.

O sedã de alto luxo agregou, em sua quinta geração, uma gama de tecnologia avançada de navegação e localização da HERE Technologies de modo a promover uma orientação extremamente personalizada e funcional para o dia a dia.  

A viagem começa fora do carro 

Agora, o motorista consegue selecionar o destino desejado que será exibido no sistema de infoentretenimento do carro antes mesmo de entrar no veículo, por meio do smartphone. Isso é possível graças ao aplicativo myAudi, que procura online as melhores rotas a partir da base de dados da HERE Technologies, sincronizando-as do aparelho para o carro antes de o motorista dar a partida.

Quando chega ao destino, ele consegue visualizar não apenas os estacionamentos nas redondezas, por exemplo, mas também o número de vagas disponíveis. Por meio da base de dados HERE atualizada em tempo real, o motorista é informado do valor do combustível nos postos e outras informações relevantes. O motorista pode ainda realizar avaliações de pontos específicos de interesse, como bares e restaurantes.  

Mapas incríveis em telas de alta definição

Na cabine, a nova geração do sistema de navegação MMI exibe incríveis imagens 3D das rodovias, pontos de referência e locais de interesse, facilitando a leitura e identificação, por parte do motorista, das informações mais importantes e relevantes da via. Essas informações são disponibilizadas nas múltiplas telas que integram o interior do veículo, permitindo que os passageiros interajam com o mapa, busquem lugares e definam destinos.

Navegação personalizada

O sistema de navegação MMI ajuda o motorista a seguir a melhor rota até o trabalho, com base em informações em tempo real sobre a via e potenciais problemas no caminho. Ele até ajuda a achar lugar para estacionar. Conforme o carro se aproxima do destino final, o sistema recomenda estacionamentos nas proximidades.

Uma inovação é a possibilidade de ajustar a rota simplesmente arrastando-a com um dedo. Durante o percurso, caso o motorista ou passageiro queiram fazer uma mudança repentina de rota ou algo inesperado aconteça na rota pré-selecionada, basta tocar o mapa para orientar o carro a evitar a estrada à frente. Nesse momento, o sistema encontra imediatamente uma rota alternativa.

Mapas avançados nos quais o motorista pode confiar

Durante o trajeto, o Audi A8 realiza uma leitura da estrada usando uma base de dados pré-definida, permitindo ao carro enxergar vários quilômetros à frente, ou seja, "vendo" e antecipando as condições da via além do alcance de seus sensores. Esse sistema, gerado pelo software Electronic Horizon da HERE Technologies, oferece dois tipos de informações: dados detalhados sobre o caminho, incluindo configurações de linha e geometria; e dados dinâmicos, como tráfego, eventuais perigos na pista e limites de velocidade. O sistema Electronic Horizon traduz essas informações em dados acessíveis pelo aplicativo ADAS do carro, como controle de cruzeiro adaptativo e reconhecimento de sinal de trânsito, otimizando assim o trajeto.

 A Toyota lança no mercado nacional a linha 2018 de seus consagrados modelos Hilux e SW4 nas versões diesel e flex. As principais novidades são a introdução de cinco novas versões, três para a Hilux e duas para a SW4: a série especial Hilux SR Challenge com tração 4x4, câmbio automático de seis velocidades e motor diesel 2.8L; a Hilux SR 4x2 com câmbio manual de cinco velocidades e a SW4 SRV de sete lugares automática, ambas com motor flex de 2.7L. Além disso, estão sendo incorporadas duas versões destinadas exclusivamente a vendas diretas: a Hilux diesel 4x4 Narrow cabine dupla com câmbio manual de seis velocidades e a SW4 SR diesel 4x4 automática de cinco lugares.