A greve dos caminhoneiros continua no País, mesmo diante das medidas anunciadas pelo Governo Federal. Muitas rodovias já foram desbloqueadas, mas ainda existem 586 pontos de manifestação em 24 Estados. No Paraná são 60 em rodovias federais e 165 em estaduais. Na região de Londrina, os manifestantes se reúnem na PR-445 e na BR-369.

A reportagem da Revista Sobre Rodas conversou com um caminhoneiro autônomo de Londrina presente nos bloqueios e segundo ele, os "motoristas estão cansados", mas continuam mobilizados. "Não houve nenhuma desistência aqui na região", garante.

Segundo o caminhoneiro, a falta de aceno por parte do Governo do Paraná sobre a isenção de pedágio para eixos levantados reforça o descontentamento dos autônomos. O Governo de São Paulo anunciou hoje que não fará mais a cobrança.

O profissional pediu para não ser identificado por medo de represálias: "Tem bloqueio de bens; ameaças constantes", relata.

 

Confira entrevista feita por volta das 21h deste sábado.

 

Há alguma novidade sobre os bloqueios na nossa região de Londrina?

Não houve nenhuma desistência. Continuamos mobilizados aqui na região. Não fomos atendidos, então vamos continuar. 

Nossa manifestação é pacífica, liberamos total ambulâncias, ônibus, cargas vivas, remédios, combustível para forças de segurança, área de saúde.

A maioria é autônomo. Não fizemos bloqueio total de vias, estamos só nas margens das rodovias, em pátios de postos e áreas livres.

 

A polícia está por aí?

Sim. Sem violência. Protesto pacífico. Motoristas cansados, mas ordeiros. Famílias inteiras mobilizadas. Tivemos reuniões com GAECO (Coordenadoria de Controle Externo da atividade Policial e dos Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e Ministério Público da Saúde.

 

Qual atitude do Governo faria acabar a greve?

Nada de cobrança com eixos erguidos; retirada de impostos ou até, alternativamente, sensíveis baixas; e agora aparecem outras, que são cancelamentos de eventuais multas.

Os pedágios estão nos matando com altos preços, junto ao alto preço diesel. Estamos fragilizados, com parcelas em atraso, busca e apreensões ameaçando. Onde não tem os pedágios as vias estão destruídas e acabam com nossa parte mecânica.

Estamos abandonados. Nada nos foi dado. Nada representou a nós, os autônomos.

 

O Governo de São Paulo disse hoje que não vai cobrar eixos suspensos. O do Paraná não se pronunciou, né?

Nada ainda do governo do Paraná. Aliás, o Paraná que começou com esta cobrança de eixo erguido, que depois espalhou Brasil afora.

 

Além de termos pedágios mais caros do País...

Sim. Com grandes máculas de corrupção.

 

Você está na BR-369?

Sim, na Granosul. E Posto Cupim, na PR-445 (km 83).

 

Posso publicar seu nome ou pode te causar problemas?

Problemas. Tem bloqueio de bens, ameaças constantes.

 

Cecília França

A greve dos caminhoneiros chega ao quarto dia e já causa desabastecimento em todo o País. Em Londrina, onde o pool de combustíveis está bloqueado desde ontem (quarta), muitos postos estão fechados ou operando parcialmente, ofertando apenas etanol ou diesel. Em Foz do Iguaçu não foi diferente. No princípio foram filas. Todos os iguaçuenses queriam garantir o tanque cheio. Logo depois, os postos fecharam. Em Ciudad del Este, no Paraguai, brasileiros foram proibidos de abastecer. O trânsito na cidade diminuiu.

O Grupo de Trabalho Itaipu-Saúde instituiu nessa terça-feira (22) uma nova subcomissão para tratar especificamente das Infecções Sexualmente Transmissíveis e Aids (IST/Aids). O anúncio ocorreu durante a Reunião Ordinária do colegiado, realizada em Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu.

Com o objetivo de ser a voz dos milhares de meninos e meninas abusadas e exploradas sexualmente todos os dias, não somente em Foz do Iguaçu, mas em todo o país, mais de 400 crianças, adolescentes e profissionais que atuam na defesa dos direitos infantojuvenil participaram na última sexta-feira (18), da caminhada alusiva ao 18 de Maio.

Contagem regressiva: falta pouco mais de 150 dias para a 15ª edição do Congresso Latino-americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware). Neste ano, o evento – promovido em parceria pela Itaipu e Parque Tecnológico Itaipu (PTI) –, será realizado de 17 a 19 de outubro, no PTI. As inscrições já estão abertas. 

Embora venha perdendo força, maio ainda é considerado o "mês das noivas". Para marcar esta tradição, a reportagem da Sobre Rodas procurou noivas que não abriram mão de um belo carro para acompanhá-las em um dos dias mais importantes da vida: o do casamento. Confira.

Todas as 28 Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Foz do Iguaçu estarão abertas neste sábado (12) das 8h às 17 horas para o Dia “D” de vacinação contra a gripe. A campanha acontece em todos os 399 municípios do Paraná e é promovida pela Secretaria de Estado da Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. 

A alteração da regra de distribuição dos royalties da Itaipu no Brasil, aprovada nessa terça-feira (8) pelo presidente Michel Temer, aumentará o valor repassado pela Itaipu aos 16 municípios lindeiros ao lago.  A lei 13.661, altera a anterior (8.001/1990), definindo novos percentuais da distribuição dos royalties e outras formas de compensação financeira aos municípios que tiveram áreas alagadas pelos empreendimentos hidrelétricos. Pela lei anterior, a distribuição era de 45% para os municípios, 45% para os estados e 10% para órgãos federais. Agora, o valor para os municípios sobe para 65% e o dos estados cai para 25%. 

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e o presidente dos Correios, Carlos Fortner, apresentaram nesta quarta-feira (9), em audiência pública na Câmara dos Deputados, resultados que demonstram a superação, por parte da empresa, da grave crise atravessada nos últimos anos.

O biólogo Jorge Augusto Callado, que foi secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná e ocupava o cargo de assessor técnico da Diretoria Geral Brasileira da Itaipu, é o novo diretor superintendente da Fundação Parque Tecnológico Itaipu (Fundação PTI). Ele assume no lugar de Ramiro Wahrhaftig, que estava na função desde maio de 2017. Callado é o terceiro diretor superintendente da história do PTI, criado há 15 anos. Antes de Ramiro, Juan Sotuyo ficou à frente da fundação por 13 anos.